Categories
Análises Europa

O que levei na mala para Malta?

Como já vem sido hábito, depois de uma viagem gosto sempre de rever como correu a minha preparação e organização. Principalmente sobre como faço a mala, é sempre interessante ver que nem tudo corre como o esperado. E claro, a viagem para Malta não foi uma excepção, apesar de só ter sido por um fim-de-semana.

Por norma, exagero sempre no que coloco na mala quando só vou por uns dias. Viagens mais longas tendo a ser mais eficiente e a evitar ir sobrecarregado, mas viagens curtas acabo por encher a mala pois “ainda dá”…

Vestuário

  • 2 pares de calções
  • Calções de banho
  • 1 par de calças
  • 2 cintos
  • 1 camisa
  • 1 camisa de manga curta
  • 4 T-shirts
  • 1 casaco
  • 5 pares de boxers
  • 5 pares de meias
  • Toalha micro-fibra
  • Toalha de praia
  • Chinelos / Havaianas
  • 1 par de ténis

Para um fim-de-semana prolongado, claramente que coloquei coisas a mais na mala para Malta. Ao todo foram 4 dias de férias. Mas ainda assim, não ficou assim tanta coisa por utilizar como pensava. Apenas a camisa de manga curta, e 1 par de roupa interior (boxers e meias).

As calças foram só usadas numa noite, que estava um pouco mais frio, e para partir e regressar à Irlanda, que claramente é mais frio do que Malta.

Tecnologia

Foi aqui que exagerei e bem, e que algumas coisas correram menos bem… Para começar, tive um problema com o iPhone e deixou de funcionar por completo. Foi uma sorte estar a viajar acompanhado, caso contrário estaria completamente tramado sem moradas nem contactos sobre hotéis, voos e afins. Fica a nota para a próxima, ter uma cópia física de todos estes dados. E se calhar devem estar a pensar, e que tal aceder ao email de um computador do hostel ou algo do género? Seria bom se eu soubesse as palavras-passe decor e não estivesse dependente de um “chaveiro digital”… É um sinal de que a dependência da tecnologia não é uma coisa boa…

O que levei na mala para Malta?
O que levei na mala para Malta?

Fora isso, houve algo que correu mal ao preparar a mala para Malta. Não levar coisas essenciais, como o parafuso que agarra a GoPro ao Selfie-stick. Basicamente, andei carregado com uma vara inútil durante o tempo todo…

Mas isto não fica por aqui, ainda há mais! Quando viajo sozinho adoro dedicar tempo a tirar fotografia, é algo que me relaxa imenso e me faz ver as coisas de outra perspectiva. Mas quando viajo com outras pessoas, acabo por não fazer nada disto. Não que me forcem a fazer coisas que não gosto, mas simplesmente sinto-me mal por “perder tempo” sozinho quando podia estar com as minhas companhias. Sim, é uma forma de pensar absurda, mas infelizmente é assim que ajo sempre…

Isto dito, e olhando para a lista acima, não será de surpreender que nem sequer toquei no tripé. Apesar dele ser bem compacto, ainda ocupa bastante espaço dentro da mala, e quando se viaja com uma companhia área bem restritiva (leia-se, da treta), espaço na mala acaba por ser bem importante.

Diversos

  • Óculos de sol
  • 4 eBag Packing Cubes
  • Mala de viagem
  • Creme para a cara
  • Protector solar
  • Artigos de higiene pessoal
  • Livro

Nesta secção nada correu mal, e graças ao iPhone deixar de funcionar, acabei por dar bastante uso ao livro. Tenho mesmo de ler com mais frequência…

Já referi algumas vezes aqui no blog sobre o quanto eu adoro os cubos de viagem. Ainda não sinto necessidade de comprar uns novos, mas acho que vou começar a pesquisar sobre o que há de novo no mercado, se há algo ainda melhor. Mas para mim, seja viagem longa ou curta, os cubos de viagem fazem uma diferença brutal! Principalmente para alguém desarrumado como eu… Fica fácil de encontrar o que precisamos, e fica fácil de arrumar e mala quando andamos sempre a saltitar de um lado para o outro, como de ilha em ilha em Malta.

Não viaje sem Seguro de Viagem!

Recomendo vivamente a World Nomads, seguros especializados para viajantes. Bem detalhados antes de os riscos acontecerem!

O resto, são tudo necessidades numa viagem em que se espera muito sol!

Em suma, até nem exagerei muito. O tripé foi de facto um exagero, tendo em conta que tenho outro ainda mais pequeno e mais prático para viagem, mas de resto, até fui bem eficiente a preparar a mala para Malta.

By Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.