De Edimburgo a Inverness – Explorar um pouco da Escócia

De Edimburgo a Inverness, explorar um pouco da Escócia

A melhor forma de viajar é com calma. Apesar de o destino ser, em grande parte das viagens, o objectivo principal, na viagem em si também se criam memórias e se vivem experiências. Quando fui à Escócia já tinha por objectivo explorar um pouco de carro para conhecer o país além das cidades. E neste artigo vou contar um pouco da minha experiência na viagem de Edimburgo a Inverness e o que visitar pelo caminho.

A primeira coisa que salta à vista quando se vê o que há entre Edimburgo e Inverness é que vamos atravessar um Parque Nacional bem grande! Claro que fiquei logo excitado, mas para não variar muito nem sequer pesquisei o que poderia visitar. Confiei que me iria surpreender pelo caminho, afinal de contas iria atravessar um Parque Nacional, certo?

A viagem de Edimburgo a Inverness

De notar que não fizemos esta viagem num só dia. Fizemos uma paragem pelo caminho para pernoitarmos pois ainda quisemos aproveitar um pouco de Edimburgo antes de seguir viagem. E também quisemos visitar algumas coisas pelo caminho, daí demorarmos dois dias a fazer esta viagem.

A Experiência da Famous Grouse

A nossa primeira paragem foi numa destilaria, e não, não é “A” destilaria da Famous Grouse. No entanto, é a destilaria que é a casa oficial da Experiência da Famous Grouse. Como assim?

Algo que aprendemos na destilaria Glenturret é que o whisky Famous Grouse não é um whisky mas sim um Blended Whisky. Para quem não sabe, blended whisky é uma mistura de vários whiskies que só por si é considerado como um tipo de whisky. E o Famous Grouse é um blended whisky, como tal não existe “a” destilaria da Famous Grouse, mas várias destilarias que destilam whiskies que acabam por ser seleccionados para esta mistura.

Em Crieff encontra-se esta destilaria que é casa da experiência que leva a conhecer não só um pouco mais da história desta marca de whisky, mas também da destilaria em si.

Uma das curiosidades de que me lembro da visita nada tem a ver com whisky. Eles tiveram uma gata que bateu o record de ratos caçados (e registados). Segundo eles, os gatos não comem as caudas dos ratos, então eles foram sempre contabilizando quantas caudas iam encontrando. A gata viveu mais de 20 anos e bateu um record. Esta curiosidade levanta algumas questões. 1) Quem é que se vai dar ao trabalho de contar caudas de ratos? 2) Se bateu um record, isso quer dizer que houve mais alguém a fazer o mesmo tempo de contabilização…?

Booking.com

Nessa noite ficámos logo em Crieff para podermos aproveitar melhor o dia até Inverness. E provámos um dos pratos típicos da Escócia, haggis! Felizmente não foi servido com aquele aspecto horrível, e sinceramente nem me recordo se gostei ou não.

Passagem pelo Parque Nacional Cairngorms

O Parque Nacional Cairngorms é o maior Parque Nacional da Escócia, com estatuto de parque nacional desde 2003. As principais actividades no parque são, como seria de esperar, actividades relacionadas com Natureza. Caminhadas, ciclismo, ciclismo de montanha, escalada e canoagem. Para quem é adepto de caminhadas de longa duração também existem algumas rotas pelo parque que vos poderão ocupar alguns dias a caminhar pela natureza.

Passagem pelo Parque Nacional Cairngorms
Passagem pelo Parque Nacional Cairngorms

Uma das actividades que também se pode praticar no parque é esqui, o que foi uma surpresa para nós. Uma das paragens que fizemos foi mesmo numa estância de esqui, no entanto na altura não existia neve nenhuma nas montanhas, foi mesmo só uma paragem para café.

Dentro dos limites do Parque Nacional também existem outros parques florestais, como o Parque Florestal Glenmore e um parque de vida selvagem, o Parque de Vida Selvagem das Terras Altas.

Explorar um pouco de Inverness

A viagem desde Edimburgo termina em Inverness, depois de uma paragem pelo meio em Crieff. Depois de um dia inteiro a conduzir já chegámos tarde para explorar a cidade, mas ainda deu para irmos jantar e beber uns copos ao centro. Cansados, mas não tanto!

Algo que recomendo em quase todas as cidades é a deixarem-se perder pelas suas ruas. Inverness é uma cidade bonita, com muitas ruas bonitas para visitar, mas também com alguns museus e cultura a explorar.

De Edimburgo a Inverness, explorar um pouco da Escócia
De Edimburgo a Inverness, explorar um pouco da Escócia

O nome da cidade tem uma pista no final, ness, isso não vos lembra nada? O lago Ness fica ali bem perto e a foz do Rio Ness fica ali mesmo em Inverness. Se quiserem se aventurar além da cidade, porque não uma excursão até ao Lago Ness? Com sorte até conseguem ver o monstro! O nome Inverness vem do escocês Inbhir Nis e que significa Foz do Ness.

Um dos locais que visitámos, e que fica mesmo à saída da cidade, foi o Forte George. É mais outro forte em forma de estrela e que, curiosamente, ainda está em uso como quartel, mas também aberto a visitantes.

Marginal de Inverness junto ao rio Ness
Marginal de Inverness junto ao rio Ness

Outro local bastante popular e icónico de Inverness é o castelo de Inverness. Um castelo em tons rosados-alaranjados junto ao Rio Ness e a um parque que dá imensas oportunidades de fotografia ou simplesmente para o podermos apreciar. Neste mesmo castelo também existe um observatório que é igualmente popular.

Inverness é uma cidade pequena e é um ponto excelente para usar como base para explorar outros locais não muito longe sem terem de refazer as malas vezes sem conta. Fica perto do Parque Nacional, mas também das Terras Altas. Para quem quer visitar a zona e tem carro é uma excelente alternativa e bem central.

Onde fica Inverness?

Inverness fica no norte da Escócia e é a capital da região Highland, as Terras Altas. Para lá chegar podem tanto usar carro, comboio ou até mesmo de avião.

Por Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.