Viagem pelo Golfo de Corintos e Golfo de Argos

Este fim-de-semana não foi propriamente como planeado…, mudança de planos de última hora igual a imprevistos “previstos”…

O plano de última hora foi simples, Delfos no Sábado e Corintos (e zona circundante) no Domingo, o resultado foi algo diferente…, de facto fomos ter a Delfos, viagem porreira até lá com algumas fotos pelo caminho…, perdermos-nos no meio da montanha “propositadamente”, lá decidimos contrariar o GPS e seguir uma placa a dizer zona histórica ou que raio era que nunca chegámos a encontrar…, e depois chegada a Delfos pelas 13:00, salvo erro, andámos um bocado por lá e depois fomos almoçar num restaurante com uma vista magnifica sobre uma planície com vista para o Mar de Corintos…, comemos à “grego”, só entradas e petiscos que nos resultaram de uma conta ligeiramente acima do planeado…, mas nada de extraordinário, a vista valeu pelo preço!

Depois decidimos ir ter à zona histórica de Delfos, algo supostamente brutal, pena de Novembro a Março fechar às 15:00 horas e nós termos chegado às 14:55…, fica para a próxima…, que se decidiu depois? Toca a fazer uma roadtrip até Pátra e voltar para trás! Volta completa ao Golfo de Corintos!

Nesta pequena roadtrip de apenas um dia tirei apenas 108 fotos…, irei fazer upload delas para o meu picasa um dia destes mas aviso já que as fotos não fazem jus à paisagem…, só mesmo estando lá! Uma viagem indescritível através de um quadro cheio de contrastes entre mar, planície, montanhas e neve! Algo como nunca imaginei ver na vida, estar num ponto alto com planície abaixo de mim, conseguir ver o mar e do outro lado do mar ver montanhas com neve, fantástico!

Vale em Delfos
Vale em Delfos, com neve nas montanhas do outro lado do canal

Igualmente fantástica é a condução dos gregos, aparentemente quem está dentro de uma rotunda NÃO tem prioridade…, aparentemente as linhas numa estrada não são separador de faixas mas sim indicador de onde devem andar, pelo menos é a única explicação para ver constantemente pessoal a andar na berma, fazerem duas faixas no espaço de apenas uma faixa e ser absolutamente normal, e quando conduzimos à Português (gostava de pensar que é à Europeu) ainda levamos com businadela porque vamos numa faixa para um carro quando, aparentemente, deveriam caber dois…, genial!

Devo admitir que inicialmente tive medo, não pelos gregos mas porque a Ana também conduziu 😡 Mas ela até se safa, conduz um pouco melhor que os gregos 😡 O caricato, é que uma pessoa acha estranho e pensa “como raio estes gajos não batem?” mas basta pensar que todos conduzem assim, seguem um padrão como nós, apenas um padrão diferente do nosso. Bastou começarmos a seguir o padrão deles que as coisas fluíram naturalmente, ultrapassagens onde está traço continuo, mas sem pisar o traço porque o outro se chega para a berma sem se sentir ofendido, ultrapassagens pela berma porque o outro está na “outra parte da estrada”, algo fora de normal…, para um Português…

Ainda tivemos um pequeno “imprevisto”, parámos numa berma para eu tirar umas fotos, quando estou a voltar para o carro vejo outro carro a parar atrás do nosso e um gajo a sair direito ao nosso carro…, acelero o passo para o carro, achei suspeita aquela abordagem e decidi não dar conversa, os gajos tinham um bocado de mau aspecto e nós só éramos dois…, tranquei as portas do carro e arranquei com o gajo a chegar à minha janela, a Ana com aquele dote fenomenal de ter conversas paralelas enquanto está ao telemóvel ainda gritou “arranca, arranca” mas sem nunca desligar o telemóvel 😀 Fantástico, para quem nunca ouve o telemóvel, sente um grande afecto pelo aparelho quando está em contacto com ele 😛

Após a longa viagem, lá voltámos para Atenas para pernoitar (não arranjámos hotel para aquela noite)…, no dia seguinte eu acordo quase curado, a Ana acorda doente…, solidariedade?

Viagem um pouco mais planeada, pelo google Earth 😛 Lá nos decidimos a uma volta mais curta, pela zona do Golfo de Argos começando pelo Canal de Corintos, algo ridiculamente estreito, pequeno mas bastante importante! Tirei algumas fotos, é fenomenal! Do ponto onde estávamos deu para ver ambos os lados, deu para ter a noção do quão estreita é a ligação do Peloponeso ao resto do continente Grego…

Canal de Corintos
Canal de Corintos

Planos para vermos a Antiga Corintos, mas lá tivemos as voltas trocadas, desta vez por algum erro do mapa do GPS…, acabámos por continuar a viagem e fazer skip a esse monte de rochas…, vimos os calhaus em Nemeia (a wikipedia não tem informação de jeito sobre esta vila), algumas colunas e um esqueleto…, um “pseudo-estádio” e mais umas quantas fotos…, depois seguimos para Mycenae para vermos mais calhaus e mais paisagens fenomenais! Até vimos cabras da montanha, autêntica BBC vida selvagem, nunca esperei ver cabras da montanha na Grécia, mesmo na beira de um precipício! Fantástico! E vi algo mais genial neste local, alguém que para fazer manobras com o carro tem a necessidade de apitar involuntariamente, como não quero ser uma máquina de lavar não vou referir aqui que isto deu-se no momento em que a Ana passou para o volante…, longe de mim dizer algo deste género publicamente no meu blog…

Saindo de Mycenae fomos para Náfplio, uma vila igualmente fantástica com uma zona bem diferenciada entre bairro novo e bairro velho, uma vila que começou numa pequena península (bairro velho, ainda bem conservado) e se alastrou com ares mais modernos mais para dentro do Peloponeso. Nesta vila decidimos ir até ao Castelo, a pé, tanta escadaria…, mas valeu a pena pelas fotos tiradas, existe outro castelo no meio do mar numa pequena ilha, pena não termos ido lá 🙁 Chegámos ao topo da colina do Castelo, ao fim de algumas centenas de degraus e estava fechado…, mas nós já sabíamos disso, apenas queríamos ver como era a vista lá de cima, e devo dizer que não me arrependo minimamente disso!

Forte de Náfplio
Forte de Náfplio

Descer as escadas todas…, as pernas a começarem a dizer “nunca faço desporto, agora aguenta-te“, chega lá abaixo…, a Ana salta para o volante mas não consegue conduzir…, não consegue controlar a perna esquerda, logo, não há cá controlo da embreagem para ninguém 😛 Vou eu para o volante, ambas as minhas pernas tremem!!!! Mas lá consegui safar-me a conduzir, ainda bem que não tive de arrancar de emergência, senão estava tramado 😛

Seguimos para Epidaurus, pena que o turismo na Grécia esteja mal gerido pa $#£@&, a vila é a 12 kms do Teatro…, e nós passámos algures pelo Teatro antes de chegarmos à vila…, para ver mais calhaus, seguimos em frente…, vemos mais teatros nos próximos meses cá pela Grécia…, regresso a Atenas, ambos de rastos e corpo a desejar cama…, decidimos vir por uma estrada categorizada como Estrada Panorâmica no nosso guia, valeu a pena mas não tão fenomenal como o dia anterior…, mas devo-vos dizer que estou apaixonado pelo Mar Grego! E ainda nem lhe toquei!

Dois dias que valeram por bastante, deu para rir, deu para ficar deslumbrado vezes sem conta, deu para falar, deu para muita coisa mesmo! A repetir, mas desta vez sem voltar a Atenas 😛 Custa muito ter de levantar cedo para ver as coisas a tempo e horas 😛


Gostou do artigo? Adicione-o ao Pinterest!

Viagem pelo Golfo de Corintos e Golfo de Argos

Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

3 thoughts on “Viagem pelo Golfo de Corintos e Golfo de Argos

  • Março 16, 2009 at 12:16 pm
    Permalink

    Road trip partner! What a lovely weekend!!! 🙂 Tens toda a razão…vi paisagens que nunca vou esquecer. Foi incrivel! 🙂 E mesmo estando tu doente, posteriormente eu também, nada disso condicionou a viagem. Sem dúvida, uma experiência a repetir…Agora, relativamente à minha condução…tu estavas com tanto medo que até dormiste e deixaste-me a falar sozinha.:b Da próxima vez: roadtrip playlist!!

    Independentemente dos imprevistos, és oficialmente o “planeador” de viagens. Well done, boy. 🙂

    Ah, e não te preocupes: da próxima vez arranjamos-te um bólide no qual a embraigaem não esteja tão”alta”, ok? Não te preocupes…:b

    Beijinho

  • Março 16, 2009 at 12:29 pm
    Permalink

    Mas que grande descrição de um fim de semana que tem tudo para ser inesquecível. A descrição de toda a roadtrip deixa-me com imensa curiosidade para conhecer o rico património Grego.

    Já me tem dito maravilhas sobre a Grécia 😛

  • Março 16, 2009 at 5:17 pm
    Permalink

    Bla bla bla, E AS FOTOS PORRA?
    😛

    Ias sendo roubado outra vez…. Ias ias, e voltavas sem telemovel, sem carro e com andar novo. AH POISÉ!

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: