Umas voltinhas pela zona do Porto de Sydney

Dia para passear pela zona história de Sydney, ou pelo menos era essa a ideia. A primeira coisa que fiz foi ir em direcção à ponte da baia de Sydney, a famosa ponte que aparece em quase tudo o que são fotos de Sydney. Pelo caminho passei por parte da zona “The Rocks” (As Rochas??), mas mais na zona ribeirinha, dei a volta por baixo da ponte (sinceramente, mesmo porque não sabia para onde estava a ir) e deu para ver umas perspectivas engraçadas da Opera 🙂

Lá descobri onde é a entrada para a ponte, existem 3 opções de ver a ponte. A mais cara, que é fazendo a “escalada”. Entrei lá, vi várias fotos de gente famosa que o fez, com os respectivos autógrafos mesmo a convidarem os turistas a repetirem o que alguém famoso fez… Mas ainda assim, demasiado caro… A segunda opção é subir a torre, salvo erro são uns $30AUD, mas optei pela forma ainda mais barata. Atravessar a pé.

#Sydney bridge #ILoveSydney #Australia #SydneyHarbour #GilAroundOz

Uma foto publicada por Gil Sousa (@gfpsousa) a

Dá para atravessar a ponte de três formas diferentes, pelo lado este a pé, pelo lado oeste de bicicleta  e pelo lado “central” de carro, que não dá para ver grande coisa… E sim, um dos lados é apenas para pedestres enquanto que o outro é apenas para bicicletas, convém respeitar as regras e não ser atropelado nem atropelar ninguém 🙂

Ao chegar ao outro lado, fiquei sem saber bem o que fazer ou ver. O mapa apontava para um tal de “Luna Park” que mais tarde vim a saber que é um parque que abriu em todos os continentes, excepto Antártida, e que aquele em particular tem uma história bem trágica por trás… Em 1979 morreram 6 crianças e um adulto num fogo no comboio fantasma… O parque em si parecia quase deserto, apenas alguns turistas para tirarem fotos, tal como eu, e acho que nem vi ninguém a usar o parque. Segundo o guia que conheci nessa noite, pelos vistos já tentaram de tudo para atraírem pessoas para o parque, mas parece que continuam sem conseguir atrair visitantes…

Great day today, and I’m already melting… #SydneyOpera #ILoveSydney #SydneyHarbour #GilAroundOz

Uma foto publicada por Gil Sousa (@gfpsousa) a

Continuei o passeio a pé pela zona norte, e dirigi-me a um dos muitos portos que existem na baia de Sydney, de lá apanhei o ferry até Darling Harbour e fui almoçar com um amigo. O resto da tarde estava demasiado calor, e acabei por ficar pelo hostel…

Mais à noite juntei-me a uma visita guiada grátis pela zona The Rocks, onde fiquei a conhecer bem mais sobre a história da cidade e de como tudo começou, e a quantidade de voltas e baldrocas que aconteceram naquela linda cidade que é hoje.

#LunaPark in North #Sydney #GilAroundOz

Uma foto publicada por Gil Sousa (@gfpsousa) a

É bastante interessante saber que a zona que hoje em dia é a mais castiça, esteve quase para ser demolida nos anos 60 devido ao facto de não ser lá uma zona muito seguro e limpa… E também é engraçado ver o quanto a cultura irlandesa faz parte da história da Austrália em si, bem mais do que eu pensava. Enfim, saio da Irlanda para continuar a ter muito da Irlanda 🙂

E o meu dia terminou a encontrar-me com um irlandês que tinha conhecido em Cork, beber umas cervejas e de volta para o hostel que mais um dia me esperava pela frente 🙂


Gostou do artigo? Adicione-o ao Pinterest!

Umas voltinhas pela zona do Porto de Sydney

Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: