Red Bull Cliff Diving – Inis Mór 2014

Sim, o titulo está correcto. Isto aconteceu no ano passado…, há quase exactamente um ano.

Qual o motivo de escrever um artigo com tanto atraso? Na altura não me lembrei de o escrever, o timing foi perdido, e agora está a chegar a época de mais uma série de Red Bull Cliff Diving. A série já vai para o segundo salto, e mais uma vez um dos saltos irá ter como palco o magnífico Ilhéu de Vila Franca do Campo, junto à ilha de São Miguel nos Açores. E sem ter sido planeado, por pouco que não vou ver mais um salto, pois vou estar duas semanas antes em Mostar, na Bósnia e Herzegovina, onde vão também saltar da ponte histórica. Portanto, estes são os motivos do atraso, anunciar o evento agora torna este artigo actual 🙂

Red Bull Cliff Diving
Red Bull Cliff Diving

Red Bull Cliff Diving

O evento consiste em uma série de saltos pelo Mundo em locais a designar em cada ano. Esta competição é tanto para homens como para mulheres, mas não par a par. Os homens saltam de alturas entre os 26 e 28 metros, o que equivale a saltarem de uma altura de um prédio de 8 a 9 andares. As mulheres salto de uma altura de 20 a 21 metros, o que corresponde mais ou menos a prédios de cerca de 7 andares. É assustador, mais assustador é estar lá e ver…

A “piscina” em Inis Mór assemelha-se imenso a mesmo uma piscina, rocha aberta em forma rectangular com mar por baixo. A recepção para o evento ainda estava a uma distância de algumas centenas de metros do mar, mas a vista para Dún Aonghasa é simplesmente fantástica, um forte pré-histórico. No que respeita à entrada do evento, dois preços mas três plataformas para a assistência. Não fazia muito sentido, e não dava para ver muito do local onde estávamos, ainda assim não me arrependo de lá ter ido. Foi uma experiência bastante agradável e o dia estava simplesmente fenomenal! Ainda deu para um pequeno escaldão na cara!

Red Bull - Inis Mór
Red Bull – Inis Mór

Inis Mór (Inishmor)

A ilha Inis Mór é a maior ilha do arquipélago das Ilhas de Aran, na costa oeste da Irlanda. Não é difícil lá chegar, mas também não é muito intuitivo, para quem vem de Cork, a melhor forma é pelo porto de Doolin. Para quem vem de Dublin, existem ferries directamente de Galway para as ilhas. Nós apanhámos o ferry em Doolin, e com uma duração de cerca de 1 hora e meia e passagem em 2 ilhas, lá chegámos à terceira e final. Inis Mór. A viagem fez-se bastante bem, com vista para os Cliffs of Moher, e na companhia de alguns golfinhos curiosos que nos acompanharam durante parte da viagem 🙂

Para quem precisa de um bom retiro, aquelas ilhas são o paraíso. Internet lá é bastante fraca, e em certas zonas quase inexistente. A população dessas ilhas também é bastante reduzida, o que torna aquele local ainda mais tranquilo. As pessoas foram bastante simpáticas, no entanto com uma noção de tempo e distância algo diferente 🙂 Quase que perdemos o último ferry de volta pois nos disseram que voltar a pé seria rápido, uma distância de cerca de 9km…, e sem internet durante grande parte do tempo, quase que tínhamos de passar lá a noite… 🙂

Dún Aonghasa
Dún Aonghasa

As ilhas de Aran fazem também parte das “escapadelas” da Rota Selvagem do Atlântico. Se vierem à Irlanda, e fizer parte dos vossos planos fazerem esta rota, não deixem de visitar estas ilhas. Se o tempo estiver mau talvez não seja muito boa ideia 🙂

Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: