O que levei na mala para a Islândia

Finalmente cumpri um dos muitos sonhos de viagem que tinha, e esta viagem à Islândia foi um deles! Não vi a Aurora Boreal, aliás, não vi com os meus olhos… (mais sobre isto num próximo artigo), mas foi uma viagem que deu para aprender mesmo muito, até sobre como preparar a mala e a viagem em si.

Desta vez, para infelicidade do meu ego, a preparação da mala correu bem mal… Nunca tinha viajado para um país com fama de ser assim tão frio, pouco sabia do destino para onde ia (apesar de ter pesquisado bastante), e acabei por exagerar imenso em algumas coisas que coloquei dentro da mala…

Então aqui vai a lista

Gadgets

 

Comparando esta lista com outras listas que fiz…, começo a achar que tenho um problema com os electrónicos que carrego comigo…

Enfim, disto tudo, acabei por usar quase tudo menos o adaptador de corrente. Sinceramente não sei porque o levei, já levava um adaptador USB para tomadas estilo europeu, portanto funcionaram na perfeição. De realçar que as tomadas na Islândia são tal e qual como as em Portugal e resto da Europa continental, não é necessário qualquer tipo de adaptador.

No que respeita às baterias, começo a achar que ter baterias extra é mesmo uma mais valia. Quando tentei tirar fotos à Aurora Boreal, precisei mesmo de usar a bateria extra que tinha, ainda que as fotos não tenham ficado nada de jeito…, sempre foi melhor ter uma bateria para tentar… Já os cartões SD, apenas precisei de usar o sobresselente para a GoPro, os da Nikon nem sequer chegaram a ser usados (além do que já estava em uso), mas também já esperava isso, só os levei por precaução.

Roupas e higiene (e extras)

Pela lista, dá para ver que desta vez enchi a mala demasiado.., e sim, foi mesmo demasiado. Não tinha bem noção de como preparar a mala para um país com fama de ser tão frio, e ainda para mais não sabia bem ao que ia. Cascatas? Caminhadas? Neve? Chuva? O meu maior receio foi acabar molhado e sem muda de roupa, e como seria apenas uma semana não fazia sentido planear lavagem de roupa a meio da viagem. Então optei por me precaver desta vez…, mas demasiado para umas coisas, e falhei noutras.

Hey! Where are you going next little buddy? Is everything packed yet?

Uma foto publicada por Gil Sousa (@gfpsousa) a

Um par de calças de hiking nem as usei, meias? 3 pares não usados… A ideia era usar pares duplos, caso estivesse muito frio. Mas curiosamente, o frio até nem era tão agressivo como pensava. Boxers? 1 par que não usei, a ideia era usá-los depois do snorkel, mas como acabei por nem ficar molhado (a explicar num próximo artigo), não foi necessário usar esse par. O mesmo para uma tshirt extra. Quanto aos calções de banho e toalha de praia, a ideia era usar isso caso fosse a umas termas, o que acabou por não acontecer.

O que faltou? Um par de luvas extra…, acabei por ficar com as minhas molhadas enquanto estava à espera para entrar na água, para o snorkel, e dava mesmo jeito ter um par extra. Não pensei nesse caso, de ficar com luvas molhadas…, e diga-se de passagem, faz falta. Faz mesmo muita falta ter um par de luvas extras e secas…

Em suma, desta vez exagerei imenso no que coloquei na mala. Como andei imenso de carro, bastava ter algum cuidado em não me molhar, e de resto seria tranquilo. Como não tinha ideia de como seria o tempo na Islândia, precavi-me pelo exagero…

Quanto a calçado, recomendo vivamente botas de hiking, mas das boas. Botas normais não serão o suficiente, principalmente em tempo de gelo. É essencial um par de botas que proteja bem o calcanhar, escorreguei algumas vezes e o terrenho é algo instável, e se se planeia em fazer algumas caminhadas também convém estar bem protegido. Se as botas forem boas, como as minhas são, então nem é preciso levar mais nenhum tipo de calçado. Para a Islândia, o que se quer é ver a natureza 🙂


Nota: Os links listados são afiliados, que poderão dar uma pequena fonte de receita para ajudar a manter o blog.


Gostou do artigo? Adicione-o ao Pinterest!

O que levei na mala para a Islândia

Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

One thought on “O que levei na mala para a Islândia

  • Janeiro 7, 2017 at 2:44 pm
    Permalink

    Belo projeto, Gil Sousa. Parabéns! E este artigo é-me particularmente útil, uma vez que em breve vou à Islândia. Muito completo e útil. Abraço!

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: