Novo rumo para o blog

Pois é, um artigo em português!

Nestas últimas semanas o blog tem estado bastante inactivo, outra vez, mas isso não significa que tenha andado parado. Antes pelo contrário, tenho-me focado em tentar perceber o que correu mal com o blog e o que fazer para melhorar.

Já fiz várias mudanças no fórum, e todas elas foram demasiado egocêntricas, obviamente que um projecto falha quando não se planeia devidamente e não se olha para os resultados.

Fases do blog

Nem tudo são estatísticas, mas é importante perceber o que aconteceu em cada fase do blog. O que correu bem, o que correu mal, e o porquê.

Estatísticas do blog ao longo dos anos
Estatísticas do blog ao longo dos anos

 

2,698km weg

Este foi o primeiro nome do blog, criei-o simplesmente com o objectivo de partilhar as minhas experiências de Erasmus com os meus amigos e familiares. Na altura nem sequer ainda tinha conhecimento do que era o Facebook, e por sugestão de um amigo decidi criar um blog.

O que correu bem?

  • Estava a escrever para uma audiência que eu conhecia bem
  • Divulguei bem o blog para quem eu sabia que estava interessado em o ler
  • Escrevia em Português, idioma que as pessoas que seguiam o blog compreendem bem
  • Escrevia regularmente (121 posts em 15 meses)
  • Não tinha Facebook, esta era a única forma das pessoas me seguirem

O que correu menos bem?

  • Usava um domínio e alojamento da faculdade (apenas mudei para um domínio próprio em Outubro de 2008)
  • Perdi todas as estatísticas antes de Outubro de 2008, a migração foi apenas de conteúdo

Finja finja, até que atinja!

Esta foi a segunda fase do blog, ficou marcada com a minha selecção para o Inov Contacto, mas só depois de estar na Grécia decidi mudar o nome do blog. Nesta altura muitos de nós (estagiários) estávamos a usar blogs para partilharmos as nossas aventuras, o que, no que respeita a audiências no blog, também mudou um pouco. Não só família e amigos, mas também várias outras pessoas que estavam a viver experiências bem similares. Foi também nesta altura que notei que o blog estava a ter um pouco de mais impacto do que eu esperava, comecei a ser contactado por pessoas com questões sobre viajar na Grécia. Pessoas que não conhecia, mas que algumas delas passaram a seguir o meu blog.

O que correu bem?

  • Continuei a escrever em Português
  • A audiência aumentou, mas o que escrevia dava para agradar vários grupos de pessoas (viajantes, amigos, família)
  • O blog foi ainda mais divulgado pela rede de estagiários
  • Mantive a frequência de posts (88 posts em 11 meses)

O que correu menos bem?

  • O blog era demasiado pessoal para a nova audiência
  • As estatísticas começaram a cair em queda-livre assim que deixei de escrever sobre viagens

The real life of a lifeless

Terceira fase do blog, quando vivi em Portugal. O novo conteúdo passou a ser essencialmente artigos de opinião, muito pouco sobre viagens. Nesta fase o blog não tinha qualquer tipo de rumo, simplesmente escrevia para mim mesmo, e o resultado disso reflectiu-se nas estatísticas que eu mais uma vez não soube (ou quis) interpretar.

O que correu bem?

  • Continuei a escrever com alguma regularidade
  • Durante algum tempo ainda escrevia em Português, foi nesta fase que passei a escrever em Inglês

O que correu menos bem?

  • Passei a escrever em Inglês, em Agosto de 2010. Isto reflectiu-se e bem nas estatísticas (ver galeria).
  • Não tinha um rumo no blog
  • Continuava a escrever apenas para mim

Look Left

Último nome do blog, mas que teve algumas fases não tão óbvias. Quando me mudei para a Irlanda decidi continuar com a tradição e mudei o nome do blog para marcar mais uma fase da minha vida. No que respeita a nível profissional, continuo nessa fase, a nível pessoal nem por isso. Foi com este nome que decidi mudar o rumo do blog para apenas “travel blog” (blog de viagens), e quando decidi mudar de domínio. Obviamente que isto reflectiu-se nas estatísticas, mas já esperava isso.

O que correu bem?

  • Decidi focar-me num tema
  • Deixei o meu “nome” como domínio do blog e adquiri um independente
  • Defini algumas regras para a escrita (artigos não demasiado longos, como este…)

O que correu menos bem?

  • Insisti em continuar a escrever em Inglês, ignorando as estatísticas geográficas
  • Deixei-me desmotivar, e não cumpri com o prometido
  • Apesar de ter uma disciplina de frequência de publicação, essa não foi muito clara para quem acompanhava o blog

Conclusões

Ao ler vários artigos sobre como cativar pessoas para lerem o meu blog, como fazer para não andar à deriva e, basicamente, como gerir um blog, decidi alterar algumas coisas.

  • Focar-me num nicho de mercado, e neste caso o mercado são as pessoas que já me seguem.
  • Perceber o que a pequena comunidade que existe quer ler, e focar-me em manter essas pessoas como leitores assíduos do blog
  • Definir um plano e seguí-lo religiosamente

Nada acontece de um dia para o outro, e a melhor forma de obter resultados positivos é ser gradual nos planos. Já fiz um plano para o blog, que irá demorar vários meses até atingir a maturidade, mas para já isto é o que vai acontecer:

  • Escrever essencialmente em Português
  • Criar uma Newsletter, para estar em contacto mais próximo com a comunidade
  • Pedir feedback com regularidade

Com isto, espero que consiga atingir os resultados esperados, que neste momento são apenas um: criar conteúdo que as pessoas que seguem o blog gostam de ler.


Gostou do artigo? Adicione-o ao Pinterest!

Novo rumo para o blog

Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: