Ginjinha em copo de Chocolate!

Acho que o titulo do post diz tudo, vale a pena detalhes ou posso terminar por aqui? 😛

Claro que dou detalhes, dou sempre 😀 E então esta, que foi a primeira viagem que fiz para o meu roteiro sobre os Castelos de Portugal pela CP (vou ter de arranjar um nome para isto e organizar numa página à parte), mais vontade tenho de detalhar!

Bem, a viagem não foi planeada por mim mas sim por um Couchsurfer, isto é, foi um evento Couchsurfing que para não variar muito eu fiz os possíveis para não perder…, and guess what? I didn’t 🙂 Fomos de inter-regional a partir de Entrecampos Poente, a viagem demorou uma horita e meia e deu para algumas conversas mesmo ao jeito daquilo que eu gosto, a porcaria das infra-estruturas dos transportes públicos em Portugal! A linha do Oeste que tem um potencial brutalíssimo para trazer comboios atestados de pessoas para Lisboa retirando imenso trânsito resume-se numa linha lenta, ainda não electrificada (provavelmente nem sequer estão a equacionar isso) e curiosamente a viagem Caldas da Rainha – Lisboa até sai mais cara de comboio do que de autocarro…, isto faz alguma vez sentido?

A viagem não podia ser planeada por uma pessoa mais conhecedora da zona, ele conhece de tal forma a Linha do Oeste que chegou ao ponto de fazer contagem decrescente para entrarmos em túneis…, e acreditem ou não, ele foi bem preciso! Fomos direito às Caldas por onde almoçámos e ficámos a saber que a quantidade de autocarros Caldas – Foz do Arelho é bem reduzida…, lá se foi parte do nosso plano…, ficámos umas duas horitas pelas Caldas onde os estrangeiros (Erasmus em Lisboa) que estavam connosco se divertiram a tirar fotos ao artesanato local… Demos também uma volta pelo jardim do hospital velho das Caldas, que eu recomendo! Se forem lá, percam uma horita pelo menos por lá, vale a pena 🙂

Durante o almoço passei por um episódio bastante caricato, ao qual até vou dedicar uma zona neste post.

Castelo de Óbidos durante a Festa do Chocolate
Castelo de Óbidos durante a Festa do Chocolate

Alzira vs Alzira

Algo que por vezes se torna chato, é quando começamos a ter várias “Anas” no telemóvel, vários “Joões” e afins…, e tentamos colocar vários apelidos neles, para os tentarmos identificar…, mas e quando pensamos que colocámos uma “Alzira” na lista de contactos e afinal ainda não passou do papel? E quando já existe lá uma Alzira que não falamos há uns valentes anos mas por algum motivo continuou sempre na lista de contactos? Pode dar origem a situações chatas, não pode? Principalmente quando essa Alzira nos removeu dos contactos dela e não faz ideia de quem somos…

Ora bem, ontem à noite enviei uma sms à Alzira a convidá-la para um café, quando pensava estar a enviar uma SMS a outra Alzira…, hoje a Alzira “enganada” envia-me sms a perguntar se eu tinha enviado a sms para a pessoa certa ao que digo algo como “Não és a Alzira? Se sim, vai ver aos teus contactos de facebook que estou lá, até fui ao teu aniversário em Cascais…”, não fosse a parte do “Cascais”, a coisa até escapava, mas foi aqui que ela deu por isso que se tratava de algum mal entendido e foi também aqui que eu fiquei baralhadissimo…, como raio tenho o contacto de uma Alzira com esse nome nos meus contactos, ela confirma que se chama mesmo Alzira mas não é a pessoa que eu penso que seja? Peço-lhe desculpas pelo engano…, e no momento que carrego em “enviar” vem-me à cabeça quem ela é! Deu para rir bastante, mas podia ser algo para dar para o torto…, vá lá…, não foi 😛

Agora continuando a história da viagem…, das Caldas fomos de autocarro para Óbidos, tivemos de “saltar” do autocarro ainda antes de chegar à vila pois andar a pé acabou por ser mais rápido pois o autocarro que estava totalmente encalhado no trânsito para visitar a vila… Entrámos na vila, várias fotos (que ainda vou meter online), e umas ginjinhas em copo de chocolate 😀 Isto vou definitivamente colocar umas fotos online para comprovar 😀 E meter nojo, claro 😛

Depois a parte que começa a revelar-se chata…, uma fila interminável só para comprar bilhetes…, 7 euritos só para entrar…, depois mais uma fila para entrar…, e lá dentro filas para TUDO!!! Fiquei bem decepcionado, perder meia hora pelo menos em cada fila para ver esculturas de chocolate quando podia estar a comê-los depois de ter bebido ginjinha neles…, não era para mim. Claro que “caguei” nas filas e fui logo para a ginjinha 😀 Passámos parte da tarde dentro das muralhas, a perdermos constantemente as mesmas pessoas…, acho que o Wally iria sentir-se pressionado com a capacidade daqueles 2…, e por fim, volta para a estação de comboios! A volta foi em regional…, e quase sempre a dormir!

Um detalhe quanto a esta viagem que eu desconhecia, a possibilidade de comprar bilhetes de grupo na CP para 10 ou mais pessoas com um desconto bem porreiro! Organizar viagens de grupo passa a ser bem mais interessante e aqui o comboio passa de facto a ser uma alternativa bem viável! O bilhete de Lisboa – Caldas – Lisboa, em grupo, custou-nos cerca de 11 euros a cada um!


Gostou do artigo? Adicione-o ao Pinterest!

Ginjinha em copo de Chocolate!

Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

8 thoughts on “Ginjinha em copo de Chocolate!

  • Março 15, 2010 at 3:08 am
    Permalink

    Muito bem gilinho!
    Apenas duas coisas erradas…não é jardim do hospital, mas sim, parque das caldas. devias ter dito que andavas por lá, que indicava-te uma gelataria mt boa!
    Segundo, porque raio não foste à vermelha??? Podias ter dado um salto à red night e tudo!
    hehhe

    Continua essas viagens!

    Abraço

  • Março 15, 2010 at 10:47 am
    Permalink

    Quanto à linha do Oeste eu li num jornal qualquer (estive à procura mas não encontrei) que vão electrificar a linha e mudar um traçado do troço (em leiria) por causa do TGV.

  • Março 16, 2010 at 6:02 pm
    Permalink

    Para a proxima traz uma bicicleta! O melhor ficou para o fim! Nao se pagou entrada, chocolates, sangrias e ginjas de borla! Foi encher até não aguentar mais! Obrigado por apareceres.
    Já agora fotos em http://share.ovi.com/album/sergiomfa.2010-03-146thCS (as de cara só ficam online até sexta).

    Grande abraço

    Sérgio

  • Março 17, 2010 at 12:05 am
    Permalink

    a linha do oeste esta desprezada….
    adoro a ginginha no copo..

    estou com sono
    tenho algo no meu blog k e kapaz de te alegrar
    beijinhos

    portugal tem sitios lindos.. estas a voltar back in action..ja nao e a life do lifeless ehehe

  • Março 17, 2010 at 2:17 pm
    Permalink

    Quando em Óbidos há festas temáticas é um corropio. Em grupo todos se perdem e é uma confusão danada! POr acaso nunca fui à festa do chocolate, mas pessoas conhecidas que já foram em anos anteriores vieram um pouco decepcionadas pois estavam à espera de mais e melhor.
    LInha do Oeste: não se justifica de maneira nenhuma que esteja no estado em que está. Totalmente ao abandono, quando, no fundo, podia ser um bom meio de transporte para chegar à capital, pois há imensa gente que mora por essas bandas e que se desloca , diariamente, para a capital, para trabalhar.
    Merecia mais atenção dos nossos governantes.
    POrque:turisticamente, acho que até seria bem rentável, pois há imensos turistas que saem de Lisboa com destino a Óbidos, Caldas e Alcobaça.
    ESperemos que quem de direito ache, como nós( e muito mais gente certamente)que esta linha é um ponto de interesse e que convinha que funcionasse decentemente.

  • Março 17, 2010 at 2:21 pm
    Permalink

    ah esqueci-me:
    o ano passado tinha cá uma ginjeira no jardim. Comi imensas, que até nem eram muito azedas e as restantes zás….garrafas de boca larga, uma boa aguardente caseira, pau de canela e açúcar mascavado. Bem…copos de chocolate não tenho(mas também os posso fazer. Isso não é problema!). Agora o que eu cá tenho não é ginja. É pólvora em garrafa !
    mãe da Ana

  • Abril 6, 2010 at 11:24 pm
    Permalink

    Procrastinei o meu comentário… 😛

    É só mesmo para dizer que adorei o pseudónimo, ó Zé das Couves! 😀

    Ahahahaahah!!! 🙂
    Beijinho!

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: