Fim-de-semana em Skiathos e Skopelos

Mais duas ilhas, já cá contam 7 😀 As ilhas do filme Mamma Mia (filme que ainda não vi), valeu bem a pena o fim-de-semana prolongado!

Vamos lá…, para não variar…, acordei atrasado…, lá tive de correr para Omonia para apanhar o autocarro para Aghios Konstantinos onde teria de apanhar o barco. Cheguei a tempo 😀 Fui a viagem de autocarro toda a dormir, que ainda demorou 1 hora…, no barco lá encontrei uns tugas e cada vez ando mais surpreendido com a educação que dão aos putos hoje em dia, os putos falam tanto Português como Francês fluentemente! E no regresso para Atenas conheci um casal (ela sei que é alemã) em que o filho tanto fala Inglês como Alemão! Casal bastante simpático que me deu algumas dicas (já fora de tempo) sobre Skopelos, mas já falo sobre isso…

A primeira ilha foi Skiathos, ao chegar lá aluguei logo uma moto para passear pela ilha e com o intuito de ir para o norte da ilha fazer campismo selvagem…, mas o gajo disse-me logo “não ir para as montanhas nem para o norte da ilha” pensei logo para mim “claro que sim, paixão, é já o primeiro destino…” ao que o gajo complementa com “death roads“…, perguntei no posto de turismo e desaconselharam-me a ir para essa zona de moto, só de carro… Pronto, lá se foi a ideia de ir para o norte da ilha fazer campismo selvagem.

Eu passo do 80 para o 8, do extremamente organizado (quase psicótico) passei para o gajo que se mete num autocarro sem sequer olhar para o mapa da ilha e sem sequer saber o que vai esperar. O plano era fazer campismo selvagem em algum canto, apenas sabia que o sul da ilha é muito turístico e que os hotéis andam sempre à caça de free campers…, no norte da ilha há menos turistas e mais fácil para free camping, mas com a condição das death roads lá tive de tentar o sul da ilha…

Perguntei onde era o parque de campismo, apenas para ter em mente, e meti-me à estrada. O parque era do outro lado da ilha, portanto sempre podia ir vendo locais para meter a tenda até chegar ao parque de campismo… A cada km encontrava um ou dois hotéis!!! É mesmo complicado passar despercebido com uma tenda com toldo PRATEADO numa zona de hotéis. Lá me decidi pelo parque de campismo…, caro, por sinal…

Praia na ilha de Skiathos
Praia na ilha de Skiathos

O parque de campismo fica junto a uma lagoa porreirita, uma paisagem protegida. Apenas a vi por fora, quando lá cheguei já estava fechada e acabei por não a visitar no dia seguinte, no entanto fiz uma ronda pelas praias…, acho que nunca estive em tantas praias num só dia 😛 Tantas praias paradisíacas 😀 Numa dessas praias encontrei um pequeno pântano, mesmo junto ao mar, aquilo dava ideia de ser um rio que ficou “fechado” pela areia da praia. Meti-me no pântano para explorar a coisa, ao que vejo uma “cabeça” a espreitar na água, pensei ser uma cobra…, depois vejo mais 3 cabeças perto daquela e todas a dirigirem-se para mim…, até que vejo 4 carapaças!!! Tartarugas ali, e todas a virem ter comigo!!! Os turistas devem de lhes dar comida, então vieram logo ter comigo!

Ao fim do dia, decidi ir às compras…, aquela ilha só tem bancos na cidade (que fica a 10kms do parque de campismo), lá tive de voltar a ir à cidade, mas pelo caminho encontrei um supermercado grande com o sinal de VISA na porta, pensei que mais valia pagar com cartão…, fiz as minhas compras…, e quando vou para pagar “está fora de serviço” 😐 Perguntei onde era a ATM mais próxima, ao que o gerente da loja me pergunta quanto tenho, mostro-lhe 1,70€, a conta era uns 3€…, ele agarra-me no guito e diz “podes ir, eu pago o resto”! Quem diria, Gregos assim tão simpáticos nas ilhas? 😀

Voltei para o parque de campismo, jantei e decidi dormir um bocado para no dia seguinte aproveitar para explorar mais partes do sul da ilha e ver a cidade…, no entanto…, aí à meia-noite ou uma da matina acordei com uns pác pác pác pác…, eu tinha apenas a rede anti-mosquitos colocada, a cobertura da tenda estava aberta para entrar algum ar. O pác pác pác não paráva ao que começo a notar que estava a ser acompanhado com um gemido…, olho para a rua e vejo na tenda em frente (aí a uns 10 metros da minha) o que se estava a passar! O belo do casalinho lembrou-se de mandar uma ali em pleno parque de campismo, algo nada de estranho…, não há isolação de som, deu-lhes a vontade portanto toca a andar… Onde está a parte especial no meio disto tudo? É o facto de eles terem um candeeiro de jardim por detrás da tenda deles!!! Da minha tenda o que se via era sexo estilo sombras chinesas!!! Ela de 4, e o rapazito a dar-lhe com violência (ao ponto de eu acordar com os pác pác pác).

Na manhã seguinte, acordei com os passarinhos, a natureza, o blabláblá todo que o campismo dá direito…, e com uma vontade de ir ao WC brutal (acho que se dispensam pormenores), ao regressar à tenda volto a ouvir os pác pác pác dos vizinhos acompanhado com um gemer brutal da jovem! É caso para dizer que uma queca ao deitar e outra ao levantar, dá saúde e alegria e faz os vizinhos despertar!

Lá arrumei a minha tenda, e fiz-me à estrada, rumo a mais praias e à cidade de Skiathos 😀 A cidade é mesmo brutal, valeu a pena! Fartei-me de passear por lá e nunca me fartei, até deu direito a passar duas horas a nadar junto às rochas 😀 Seguiu-se a viagem para Skopelos…

Baía de Skopelos
Baía de Skopelos

Skopelos, a aposta errada deste fim-de-semana. Acho que tudo correu ao contrário das minhas expectativas, no entanto o balanço até nem é mau de todo…

Outra tentativa de free camping, ao chegar voltei a perguntar onde é o parque de campismo (just in case) ao que me dizem “we don’t have such thing here…”, porreiro…, lá se foi o plano B 😛 Tem mesmo de ser campismo selvagem 😀 Até servia de prenda de aniversário para o Tiago (o gajo que me introduziu ao campismo selvagem), a primeira vez que faria campismo selvagem sozinho 😀 Estava bastante empolgado com a coisa…

Comprei um mapa por 1,50€ e escolhi uma estrada, a que tinha menos hotéis assinalados no mapa, mas com alguns não marcados…, andei andei andei…, só montanhas e sem um cantinho com menos relevo…, ainda me meti pela mata a dentro mas cheguei a outra estrada :X Merda de estradas que são em éSSes 😡 Arranhei-me todo para nada…, continuei a andar até que encontrei um trilho, meti-me por esse trilho…, andei andei andei…, encontrei um canto brutal para meter a tenda! Escondido, plano e junto a uma gruta (?!), tentei passar para essa clareira ao que vejo abelhas por todo o lado…, olha que merda, afinal aquele canto tinha mais habitantes do que eu esperava…, e não eram nada poucas. Já estava a ficar noite e eu sem encontrar nada, rendi-me e voltei para a cidade (ou vila) de Skopelos.

Pelo caminho apanhei uma boleia, acho que ando com pontaria para Albaneses…, gajo bastante porreiro e que deu para uns minutos de conversa em grego 😀 Ando tão orgulhoso do meu vocabulário pobre 😛 Pelo menos fiz um pouco de hitch-hiking 😀

Acabei por ficar numa pousada bastante castiça, barato e com direito a banhoca (que depois de tanto mato…, estava bem a precisar…), no dia seguinte fiz a má aposta…

Skopelos é uma ilha brutal, apareceu num filme com praias paradisíacas…, mas a capital da ilha é uma decepção. Fica numa baia, logo, é local excelente para acumular lixo…, e ninguém trata daquela porcaria toda…, a cidade em si é porreira mas não me deu nada de novo comparado com outras cidades nas outras ilhas, mesmo formato: ruas estreitas, escadarias, páteos brutais. Vale a pena, mas é a tal coisa…, já é banal para mim. Segundo o casal (que falei antes) me disse no barco, ilha de Skopelos é mais bonita que a ilha de Skiathos, mas só fora da cidade, a cidade é de facto a mancha negra da ilha. Escolhi a cidade em vez de andar a passear de moto pela ilha…, más apostas que se fazem.

Fica aqui a dica para quem quiser fazer viagens deste estilo: Não planear demasiado, mas saber para onde se vai. Eu não tinha mapa, não vi nada na net, não sabia ao que ia. Gosto de me surpreender e evito criar expectativas, portanto evito olha para imagens na net…, mas convém saber o que se espera. Fazer free-camping em ilhas turísticas é algo bastante complicado, os hotéis andam sempre à caça de free campers e são eles que denunciam à policia. Depois há o facto do relevo, ilhas como Rhodes, Eghina, Syros e afins até é capaz de dar para fazer free camping (Rhodes é enorme), não são demasiado turísticas e o relevo não é demasiado acentuado. Agora as Sporades…, é mesmo para esquecer, o relevo é bastante acentuado e há bastantes hotéis espalhados pelas zonas mais turísticas da ilha.


Gostou do artigo? Adicione-o ao Pinterest!

Fim-de-semana em Skiathos e Skopelos

Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: