Estocolmo e Norrtälje

Nem sempre uma viagem é por motivos de trabalho ou turismo, há pessoas que viajam pelos motivos mais estranhos e com resultados bem inesperados. Desta vez fui à Suécia para visitar um amigo bastante próximo, e nem fazia parte dos meus objectivos fazer muito turismo, mas sim passar uns dias de qualidade com um bom amigo, tudo o resto seria bónus. Com isto, não há muito que possa partilhar numa perspective da turismo, sobre Estocolmo.

O Tiago estava a viver em Norrtälje, uma pequena e acolhedora cidade a norte de Estocolmo, onde estão algumas das residências de estudantes, no Campus Roslagen. Fica a cerca de uma hora de Estocolmo e do aeroporto de Arlanda, mas os transportes funcionam bem e com alguma qualidade. Tanto quanto me apercebi, não há muito para ver em Norrtälje, no entanto é excelente para passar uma calma tarde ou até mesmo um dia inteiro. Podem relaxar junto ao lago Lommarn, um lago perto do campus, estive lá em Fevereiro de 2014 e ainda estava parcialmente gelado.

No que respeita ao tempo, decidi ir em Fevereiro porque queria viver uma experiência de um “Inverno a sério” e ver tudo congelado… Pois…, naquele ano não fez assim tanto frio, e em Fevereiro as temperaturas estavam surpreendentemente altas. Não era bem o que tinha em mente, mas ainda assim uma grande experiência.

Metro stairs

Estocolmo

A minha primeira paragem foi em Gamla Stan, a cidade velha, uma ilha no centro de Estocolmo. Uma área bem agradável que me fez lembrar de alguns bairros de Lisboa, senti-me em casa! Acho que perdi noção de quanto tempo andei às voltas, passando pelas mesmas ruas mais de uma vez, simplesmente a desfrutar da área.

A capital da Suécia é constituida por 14 ilhas conectadas por mais de 50 pontes. Durante o Inverno a água pode congelar totalmente e as pessoas podem ir de uma ilha à outra pelos canais gelados. E claro, patinagem no gelo! Apesar de a temperatura estar demasiado alta para o esperado, ainda deu para patinar no gelo, fazia imenso tempo desde a última vez que patinei e simplesmente adorei! Também me encontrei com dois amigos meus suecos, uma excelente forma de viajar, conhecer novos locais e ver caras familiares 🙂

Evening in Stockholm
Fim de tarde em Estocolmo

Além de Gamla Stan, andámos pelo Parlamento e pelo Palácio, apenas para algum turismo. O único museu que visitámos foi o Fotografiska, o Museu de Fotografia. Adorei, e recomendo!

A Suécia é definitivamente um país a voltar um dia, ao ponto de achar que de facto poderia viver lá um dia. Talvez um pouco demasiado caro, no entanto os salários também são mais altos do que na Irlanda.

Mais uma capital, mais outro país para a minha lista!

Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: