Crítica: Hosteis e B&B por onde passei na Escócia

Já lá vão os tempos em que usava o couchsurfing nas minhas viagens, apesar de continuar a adorar o conceito, hoje em dia estou mais voltado para hosteis. Quando usava couchsurfing era pela experiência pessoal que tinha com os anfitriões, e nunca pelo facto de ser gratuito, no entanto as últimas experiências foram bastante impessoais, tanto comigo a receber como a ser o visitante. Neste momento prefiro pagar, e ter a sorte (ou não) de encontrar pessoas com quem me identifique, e também porque é menos responsabilidade pois não estou em casa de um desconhecido.

Quanto a esta viagem, como éramos dois, as opções variaram entre B&Bs e hosteis, e inicialmente devido à nossa falta de experiência a pesquisar alojamento para mais do que uma pessoa, acabámos por não encontrar as melhores opções. Mas tudo se aprende.

Recomendação: Se forem em grupo de duas ou mais pessoas, façam pesquisa para apenas uma pessoa. No nosso caso, não encontrávamos hosteis nos resultados pois a procura era “2 pessoas em 1 quarto”, e o booking.com assumia que a procura era para quarto privado. Quando começámos a fazer as pesquisas como uma pessoa só, encontrámos exactamente o que procurávamos para os dois. Apenas tenham em atenção ao número de quartos vagos, pois pode acontecer não haver camas para todos.

Edimburgo Hotel House

Este foi o nosso primeiro alojamento na Escócia, e cometemos o erro de procurar alojamento para duas pessoas em vez de individualmente, como referi antes. De facto achámos estranho não haver nenhum hostel com vagas em Edimburgo, mas talvez houvesse algum evento popular de que não tivéssemos conhecimento. O que não era o caso.

Quanto a este B&B, tem a ligeira desvantagem de não estar no centro, fica a cerca de 25 minutos a pé da zona histórica. Mas existe uma paragem de autocarro mesmo em frente, sem termos de fazer mudanças chegamos ao centro. Recomendo o bilhete diário caso queiram usar os transportes públicos com mais frequência.

A única coisa que de facto nos desagradou foi o facto da internet ser paga, 3£ por dia. Mas ao longo da nossa viagem percebemos que é prática comum na Escócia (e talvez no Reino Unido). Um pouco estranho, visto que na maioria dos cafés há internet gratuita, mas também não nos afectou muito. Existe opção com e sem pequeno-almoço neste B&B, como já tínhamos planos, optámos por não comer lá.

Crieff

E foi aqui que começou a aventura, sem nada planeado, sem usarmos nenhuma aplicação, simplesmente vimos um B&B, perguntámos o preço e ficámos. Acabei por o encontrar no booking.com para referência.

O B&B é bastante agradável, e com um aspecto antigo, o pequeno almoço não estava incluído no preço mas foi excelente para começarmos um dia longo!

Inverness

O nosso primeiro hostel na Escócia, e para ser bem sincero, algo caro para o que esperávamos. Mas infelizmente, parece que é o padrão na Escócia também…

Foi ao reservar esta noite que nos apercebemos que procurando individualmente as opções seriam mais variadas, e algo que achámos estranho é o facto de vários hosteis não terem camaratas mistas. Homens para um lado, mulheres para o outro.

Vantagens deste hostel, não fica longe do centro, mas Inverness também não é grande. Tem parque de estacionamento gratuito. E parece bem limpo. Existe uma cadeia de hosteis na Escócia, e estão bem anunciados num mapa logo à entrada do hostel, para quem anda na estrada de terra em terra, dá imenso jeito saber onde encontrar outros hosteis do género. Foi o que fizemos.

Desvantagens, a internet é bem limitada e é por códigos individuais (algo confuso). E o hostel tem hora para fechar a porta…, ou seja, melhor ter cuidado quando se sai à noite, ou se fica a dormir no carro 🙂 De realçar que os quartos não têm wc privado, no entanto não vejo isso como algo mau, mas poderia ser melhor.

Broadford

Em Broadford que encontrámos outro Youth Hostel da mesma cadeia do onde ficámos em Inverness, mas não fizemos reserva, fomos simplesmente à aventura. Tivemos a sorte de conseguirmos lugar para os dois, aparentemente estava cheio (apesar de não parecer).

Para quem procura um local no meio do nada Broadford é capaz de ser a escolha acertada. O hostel então, fica no final de uma estrada sem qualquer iluminação e sob árvores, imaginem a escuridão… No entanto também tem parque gratuito, portanto se precisarem de sair de carro é tranquilo.

Quanto às instalações, para ser sincero ficou bastante a desejar, esperávamos algo equiparado ao hostel de Inverness, mas as condições eram bastante piores, e a internet ali é paga 1£ por hora. No que respeita a localização, fica logo no inicio do circuito da Ilha de Skye, o que foi excelente para nós.

Kyleakin

Este foi outro local de improviso, e infelizmente não consegui encontrar referência no Booking.com, mas encontrei-o no tripadvisor. Tivemos a sorte de conseguir o último quarto, todos os outros hotéis e B&Bs da zona diziam que estavam lotados, e precisávamos mesmo de algum sitio para ficar. O quarto era bem pequeno, mas perfeito para a situação. O pequeno-almoço estava incluído, mas foi curioso termos de decidir o que queríamos como pequeno-almoço na noite antes para poderem ter tudo preparado, mas estava muito bom 🙂

Glasgow

A nossa última noite juntos na viagem, procurámos por um hostel e este foi o que encontrámos, no que respeita a localização fica um pouco longe do centro mas com transportes para lá chegar. Como estávamos de carro, não chegámos a confirmar se os transportes funcionam bem e se é fácil chegar ao centro, mas de acordo com o staff do hostel parece que sim.

Castelo de Inverness

Existem alguns serviços na zona, mesmo ao lado existe um Wetherspoons onde se pode comer e beber bem barato. No que respeita ao serviço prestado, os quartos são mistos, com wc privado. O pequeno-almoço é self-service, por um preço bem simbólico.

Polmont

E aqui foi onde passei a última noite! Escolhi o hotel mesmo por estar no caminho do aeroporto, e nada mais. No que respeita a condições, deixou um pouco a desejar. Para quem procura uma opção barata para apenas uma noite serve perfeitamente, no entanto alguns detalhes deixaram-me um pouco chateado, começando pelo facto de a localização do hotel estar errada no Booking.com, e isto propositado (de acordo com o recepcionista). Aparentemente, as pessoas perdem-se para lá chegar, então a localização está para um hotel ao lado… Não foi fácil.

Em relação às condições do hotel, o estacionamento é gratuito, o quarto estava limpo mas com uma carpete bem velha e com nódoas (detalhes que apenas notei por estar mais irritado pelo tempo que perdi a encontrar o hotel), o wc e os chuveiros são partilhados por todos os do corredor.

Em suma, este local para quem procura algo do estilo de um hostel, mas com privacidade no quarto, é bom. Para quem espera encontrar um hotel, é bastante mau. Tudo uma questão de perspectiva.


Nota: Os links listados são afiliados, que poderão dar uma pequena fonte de receita para ajudar a manter o blog.

 

Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: