Coisas estranhas

Até há uns tempos pensei que era um tanto ou quanto para o xenofóbico, adoro conhecer gente mas desconfio sempre de toda a gente…, e quando a primeira impressão não é a melhor pior ainda. Por saber que sou um atrasado mental, dou sempre o beneficio da dúvida a quem eu acabo de conhecer, se a primeira impressão não foi a melhor não é por isso que vou agir de acordo com o que “senti”…, deixo sempre a pessoa fazer mais merda para eu ter a certeza que não me enganei…, muitas vezes engano-me mesmo 😡

Erasmus é algo fenomenal para estas coisas, acontece tudo muito rápido. Fazemos merdas que nem sequer temos tempo de nos arrependermos porque já estamos a fazer outras piores, conhecemos pessoas que num dia pensamos ser fenomenais e no dia seguinte já nem nos lembramos do nome, confiamos nas pessoas erradas e desconfiamos das que merecem confiança. É brutal como tanta merda acontece em tão pouco tempo e de forma tão intensa.

A esta altura acho que já extraí o que queria das pessoas que conheço, já sei em quais posso confiar, em quais sei que me vou divertir e quem eu sei que vou passar um bom bocado. Acho que vou optar por uma abordagem mais frontal, pode ser que resulte melhor…, ou daí talvez não…

Faz 2 dias que regressei da segunda capital do sexo, Praga, fui para lá sem qualquer expectativa…, tantos me disseram que ficaram desiludidos com a cidade que acabei por deixar todas as minhas expectativas de lado o que acabou por resultar numa experiência brutal, adorei a cidade e pretendo lá voltar o quanto antes! Fiz a minha primeira experiência de couchsurfing onde fui recebido por 2 jovens checos brutais, bebem a uma velocidade estonteante e comem que nem animais. É uma experiência que recomendo a toda a gente, têm local onde ficar de borla, se os vossos anfitriões tiverem uma hospitalidade de pelo menos 10% dos que me receberam, garanto que vão ter uns dias em grande. Apresentaram-nos a cidade, levaram-nos a pubs e a jantar (que nem bestas…, nem consegui comer tudo) e no dia seguinte ainda nos acompanharam pela cidade e levaram-nos a almoçar, sempre em locais de grande pinta! Apenas levámos uma garrafa de wodka e ensinámos-lhes o que é o wokda ahoj e como se bebe…, o que acabou por nos deixar totalmente de rastos…, ao ponto de mais ninguém conseguir sair daquele quarto para a famosa noite de Praga…, fica para a próxima 😛

Pegando no inicio deste post e no que acabei de escrever…, para quem se pensava xenofóbico já anda a sair com desconhecidos (e a confiar neles) e ainda por cima anda a dormir em casa deles…, pior ainda é ter programado isso tudo pela internet sem ter qualquer contacto directo antes disso. Isto acabou por resultar numa grande experiência e que nos proporcionou algo que nem todos os turistas têm direito, visitarem os locais que só os nativos conhecem, locais brutais que não estão nos roteiros turísticos e que só os iríamos descobrir por mero acaso, e para quem ainda está reticente com este tipo de aventuras…, sim, continuo com os 2 rins e não fui violado 😛

Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

3 thoughts on “Coisas estranhas

  • Fevereiro 11, 2008 at 11:51 pm
    Permalink

    n foste violado mas tens pena… tanto sexo, tanto sexo… mas ja pinaste ou eh so garganta (funda)? xD

  • Fevereiro 12, 2008 at 2:46 am
    Permalink

    Ahahahah a tua escrita está cada vez melhor e melhor.

    Fico aliviado por saber que ainda tens dois rins… irei precisar dum deles! Hahaha.

    É preciso tomates para se aventurar sozinho numa coisa dessas, parabéns e ainda bem que curtiste. 🙂

  • Março 13, 2008 at 2:44 pm
    Permalink

    Estás a estragar-me o negócio. Olha se todos fizessem como tu! E não eras tu um dos candidatos a ”ovelha negra” da família…

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: