A caminho da Austrália!

E estou a caminho de mais uma aventura, e esta sem quaisquer sombras de dúvida a mais épica que já tive até à data! Decidi fazer uma pausa na carreira por 2 meses, e durante esse tempo todo irei estar na terra dos cangurus (e das aranhas, e das cobras, e etc…, sim, já me o disseram vezes sem conta, obrigado…).

Porquê a Austrália?

Pois, não sei responder a esta questão. Quando decidi fazer esta pausa não sabia bem para onde ir, apenas sabia que queria um pouco de sol e conhecer algo novo. Entre América do Sul, Sudoeste Asiático, Nova Zelândia, Austrália e sul do continente Africano, acabei por optar por algo distante (como se todos os outros destinos fossem perto). Depois entre Nova Zelândia e Austrália a decisão ficou pelo que quero conhecer, e a Grande Barreira de Coral e Uluru são duas das coisas que mais quero visitar, sonho que em breve irei concretizar 🙂

A decisão foi baseada apenas em conhecer algo novo, e algo que quero mesmo visitar. Infelizmente o tempo disponível e o dinheiro são reduzidos, portanto acabei por optar pelo país-continente.

Mas e porque não ir também à Nova Zelândia? Afinal vão ser dois meses…

Este comentário está a par com a constante lembrança da quantidade de animais perigosos que existem na Austrália. Sim, vão ser dois meses, oito semanas para ser bem preciso. E sim, em 8 semanas dá para visitar muitos países, dar uma volta ao mundo, marcar o passaporte todo e até ser preso por suspeita de espionagem. Mas olhem bem para o mapa da Austrália, mas não aquele mapa que está no Google Maps que esse não está à escala, mas sim olhem para um globo ou vejam o mapa com a Projecção de Gall-Peters. Faz parte dos meus planos percorrer a costa este toda, aquela distância equivale a algo desde o Algarve à Lapónia. São mais de 3700km só nessa costa! Eu quero ver minimamente a Austrália, não a quero apenas visitar. Quero aproveitar o meu tempo para conhecer lugares, parques nacionais, deitar-me de barriga para o ar na praia, descontrair nos cafés, etc. Até nem me importo de ficar com bolhas nos pés de tanto andar. Mas quero voltar com a sensação de que “senti” um lugar, e não que apenas fui tirar a selfie junto à Opera de Sydney para meter no facebook (contem com isto, essa selfie vai ser feita de qualquer das formas!).

E como vai ser? Aventura? Tudo já marcado?

Vai ser um misto das duas, o meu lado obsessivo para planear viagens continua bastante vivo, mas desta vez dei bastante espaço para improviso e aventura. Comprei 3 bilhetes de autocarro, com flexibilidade de entradas e saídas, que me dão a possibilidade de viajar pelas zonas que quero visitar sem ter de me preocupar (muito) com transportes. Hosteis? Nada marcado, um dos bilhetes de autocarro é um combo com uma companhia de hosteis, e portanto tenho 10 noites a escolher pela Austrália, mas continuo sem nada marcado. Devo marcar a primeira noite, apenas para ter onde largar a bagagem quando chegar, mas vai ser apenas isso.

Bilhetes marcados…, então já há rota?

Sim, há 🙂 No mapa abaixo está representado o plano por onde quero andar. Apenas parte do plano deve ser feito de carro, estou a pensar em alugar quando chegar a Adelaide e com sorte encontro alguém para se juntar na viagem até Melbourne e ajudar nas contas da viagem… O mapa é apenas um rascunho das rotas de autocarro, e sim, parte da rota passa pelo mar…, é a Grande Barreira de Coral 🙂 Espero conseguir ir em algum barco pelas ilhas 😀

Austrália
Mapa da minha rota pela Austrália

Então e o resto da Austrália? O Oeste e a Tasmânia?

Errrrmmmm, o que escrevi acima aplica-se aqui também. Claro que adoraria explorar o país todo. Mas aquilo é simplesmente enorme! Não vai dar tempo para tudo, e quero fazer esta viagem com calma e aproveitar tudo muito bem aproveitado 🙂 Apesar de ter os bilhetes de autocarro já comprados, a flexibilidade é bastante grande, se der tempo talvez vá a Perth, ou ao norte da Tasmânia a partir de Melbourne. Os planos estão todos em aberto, mas para já, esta é a rota que quero fazer 🙂

E dentro de uns dias, espero começar a partilhar fotos no Facebook e Instagram. Os artigos no blog irão surgindo consoante o tempo que tiver para os escrever (além dos artigos que já tenho agendados).

Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: