Brisbane, uma surpresa bem agradável no estado solarengo

Brisbane é a capital do estado de Queensland, e como seria de esperar, a cidade mais populosa do estado. Mas também é a terceira cidade com mais população do país inteiro, a seguir a Sydney e Melbourne (onde estive antes). A viagem até Brisbane foi a mais curta que tive na Austrália, apenas cerca de uma hora desde a Gold Coast, e tive a sorte de ir com a companhia do canadiano que conheci no hostel. Já me tinham dito que viagens completamente sozinho na costa Este da Austrália seria quase impossível, começa-se sozinho mas acaba-se num grupo, esta foi a primeira etapa em que comecei a sentir o movimento de backpackers a seguirem o mesmo caminho…

Um pouco da minha experiência em Brisbane

Devo confessar que as minhas expectativas em relação a Brisbane eram próximas de zero, a minha paragem lá foi apenas porque já tinha coisas reservadas para o próximo ponto e não queria ficar demasiados dias numa localidade à espera da aventura. E porque não Brisbane? Sempre que dizia a alguém que iria ficar 3 dias em Brisbane, os comentários eram sempre do mesmo tipo, não vale a pena. Chegou a um ponto, que cheguei a equacionar mudar os meus planos e nem sequer parar lá, mas a única coisa que me fez continuar com o plano original foi mesmo um cupão que já tinha comprado para ver o Zoo da Austrália.

Dragão de Água
Dragão de Água

Ir a Brisbane apenas para ver um Zoo???

Pois, parece que não é das melhores ideias, mas é um Zoo algo especial, fundado pelo famoso Steve Irwin, o caçador de crocodilos. Infelizmente, os meus planos voltaram a ser cancelados mas desta vez por falta de pessoas para fazerem a excursão… Sim, poderia ter ido sozinho, mas decidi ficar por Brisbane. Esta desmarcação foi mais um stress, mas acabou por correr pelo melhor.

Mas como? Se Brisbane não vale a pena?

Mas vale! Adorei a cidade, e fui embora bem contente por ter ficado três dias! A cidade faz lembrar em muito Sydney, talvez apenas pela ponte e pelo estilo arquitectónico, mas lembrou-me imenso Sydney.

No primeiro dia apenas dei umas voltas com o Ben para conhecer parte da cidade, e um pouco da noite, mas foi no segundo dia que me meti a explorar a cidade. Logo de manhã fui até ao centro e até ao Jardim Botânico da cidade, onde vi imensos dragões de água, um tipo de iguana. Animais bem relaxados, certamente bem habituados a pessoas pois deixaram-me tirar fotos de bem perto. Adoro estar no meio da Natureza, e acho que passei a manhã toda num jardim tão pequeno, mas depois continuei a passear pelo centro da cidade, até mais tarde voltar ao hostel.

No dia seguinte conheci um coreano que tinha acabado de chegar ao meu dormitório e fui com ele passear até ao Parque Roma, até esta altura já estava com muito boa impressão de Brisbane, mas aqui fiquei apaixonado! O parque é mesmo agradável, com várias áreas temáticas a simularem partes da Austrália, como a zona da floresta tropical que é mantida com mesmo muita humidade. Um detalhe em relação a Brisbane, mas mais em concreto em relação a este parque…, tem mesmo muitas aranhas! Até visitar a Austrália achava que tinha um nível ridículo de aracnofobia…, em Brisbane ainda tinha pavor a aranhas, mas esta viagem e locais como estes ajudaram imenso a conseguir controlar o meu medo irracional por aranhas.

Brisbane
Brisbane

Descobrir Brisbane de autocarro

Adoro descobrir uma cidade a pé, mas quando o tempo é limitado há que recorrer a outras opções. Acho que foi a primeira vez que me meti num autocarro turístico de hop on hop off, e o resultou foi muito positivo. Brisbane tem duas rotas de autocarro turístico, uma pelo centro e outra até ao Monte Coot-tha. Como tinha tempo, acabei por fazer as duas e fiquei com uma ideia de como é a cidade toda. Tal como disse antes, em muito me faz lembrar Sydney, mas em vez de ter a baia de um porto natural, tem um rio. E talvez com um pouco de mais tubarões…, Brisbane tem algumas praias fluviais, mas com vários avisos de perigo de tubarões…, nope, fiquei sem vontade de ir à água…

Durante o passeio, o motorista vai explicando detalhes sobre a cidade, sobre a arquitectura e a fauna e flora locais. A Austrália é um país que está a sofrer imenso as consequências de inserção de espécies não nativas, apesar de se dizer que tudo nos tenta matar na Austrália, também parece ser verdade que tudo adora a Austrália. Então é normal ver-se e ouvir-se informação de sensibilização para se proteger as espécies locais, e os esforços para conservarem a flora local passa por sugestão de planeamento de jardins. No que respeita à arquitectura local, mais fora do centro vêem-se várias casas quase suspensas em estacas, mas também no topo de colinas. A primeira coisa que pensei foi em cheias, mas no topo de colinas? Mas não demorou muito até o motorista explicar o motivo, por vezes o calor é tanto que se torna quase insuportável de estar até dentro de casa, então estas casas são elevadas para poderem ter ventilação por baixo, e com isto ajudar a manter a temperatura mais tolerável.

Conhecer Brisbane de Autocarro
Conhecer Brisbane de Autocarro

Uma das grandes vantagens destes bilhetes de 24 horas é que se pode entrar e sair do autocarro as vezes que se quiser, e assim explorar partes da cidade que ficam um pouco mais fora de caminho. Um dos pontos em que fiquei a explorar foi a zona de China Town, por onde andei um bocado para ver a ponte e ver o bairro. Depois acabei por apanhar o autocarro seguinte para o centro para a próxima rota, mas isso fica para um outro artigo.

Onde fica Brisbane?

Brisbane é a capital do Estado de Queensland, também conhecido como o Estado Solarengo (Sunshine State), e fica no sul do estado quase na fronteira com Nova Gales do Sul. Sendo a capital do estado, está bem servida por transportes, e é o ponto de chegada de mais rotas da rede de transportes Greyhound, a qual usei por quase toda a minha rota pela Austrália.


Gostou do artigo? Adicione-o ao Pinterest!

Brisbane, uma surpresa bem agradável no estado solarengo

Gil Sousa

Português emigrado em Cork, viajante e apreciador de boa comida.

One thought on “Brisbane, uma surpresa bem agradável no estado solarengo

  • Janeiro 7, 2017 at 5:58 pm
    Permalink

    A Austrália está muito na minha lista… 🙂 Se não for este ano será em 2018… o problema é mesmo a dimensão do país e fazer uma seleção dos lugares a visitar em 3 semanas, que é o máximo de tempo que tenho. Pelo seu post já estou a ver que Brisbane não se pode perder… 😉

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: